Olímpiadas Rio 2016 – Tiro Esportivo

Comment

Campeonatos Tiro Esportivo

Um verdadeiro teste de precisão. O tiro esportivo faz parte do programa Olímpico desde Atenas 1896, primeira edição da era moderna. No Rio 2016, os atletas miram o pódio em nove provas masculinas e seis femininas, todas individuais.

FICHA TÉCNICA

Desafio: Utilizando armas esportivas, os participantes devem acertar alvos fixos ou móveis e somar pontos de acordo com a precisão de seus disparos

Por que assistir? É um verdadeiro teste de precisão, em que as disputas são decididas por milímetros de diferença e exigem mais da capacidade intelectual e psicológica dos competidores do que força física ou resistência

Arenas: Centro Olímpico de Tiro

Federação Internacional: ISSF

Estréia Olímpica: Atenas, 1896

COMO TUDO COMEÇOU

O tiro esportivo teve sua origem na Europa – na Alemanha existem clubes com mais de 700 anos. O Barão Pierre de Coubertin, idealizador dos Jogos da Era Moderna, foi campeão francês de pistola. A criação de federações de tiro na Inglaterra, em 1859, e nos Estados Unidos, em 1871, ajudou a popularizar o esporte em países de língua inglesa. As mulheres começaram a competir em Los Angeles 1984.

O tiro esportivo surgiu no Brasil em meados do século XIX e chegou aos estados do sul do país com a imigração alemã. A modalidade esportiva era realizada inicialmente em eventos comemorativos e os vencedores sempre recebiam o prêmio em ouro ou em dinheiro. Depois a modalidade do tiro dividiu-se em duas: tiro prático e tiro esportivo. Cada um com confederação própria. Hoje, os estados que mais possuem adeptos no tiro esportivo são: São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

SOBRE A COMPETIÇÃO

São 15 eventos de tiro esportivo, nos quais são utilizados três tipos de arma: carabina, pistola e espingarda. Para cada tipo são realizados três eventos para homens e dois para mulheres – todos individuais.

As regras variam em função de diversos fatores: distância até o alvo, tipo de alvo, posição de tiro, número de disparos e tempo para atirar. Por exemplo: nos eventos com carabina e pistola, os competidores precisam atirar num alvo fixo com 10 circunferências em tempo predeterminado, enquanto nos eventos com espingarda os alvos são móveis, lançados ao comando do atirador.

REGRAS

Confira abaixo algumas regras referente as modalidades do esporte.

CARABINA E PISTOLA

De acordo com a característica da prova, o atleta dispara em alvos nas distâncias de 10m, 25m ou 50m e nas posições deitado, de pé ou de joelho.

Cada prova tem uma fase de qualificação, com a quantidade de disparos variando entre 40 e 120, e uma fase final, onde cada competidor atira entre 20 e 45 vezes, com exceção da prova da pistola 25m, que pode precisar de um número maior de tiros para a definição do vencedor.

CARABINA E PISTOLA

PONTUAÇÃO

O alvo é dividido em dez zonas e o objetivo é acertar o centro, que vale mais pontos. Na fase de qualificação, há dois sistemas de pontuação, usados em diferentes provas:

1 – Pontuação varia de 1 a 10, de acordo com a zona acertada pelo disparo

2 – Cada zona é subdividida em dez setores, com a pontuação indo de 1.0 a 10.9 por disparo

Nas finais, apenas o segundo sistema é utilizado e o vencedor é sempre o atleta com maior pontuação.

A pistola de tiro rápido 25m e da pistola de 25m têm sistema diferente. Nestas provas, a pontuação é contabilizada levando em conta apenas acertos e erros. Um disparo é considerado certo se atinge uma zona determinada do alvo.

TIRO AO PRATO

Nas provas da fossa Olímpica, fossa double e skeet, o objetivo é acertar o maior número possível de pratos lançados ao ar, em uma área aberta chamada de pedana. O vencedor é o atleta que acertar o maior número de pratos na fase final.

Os pratos são lançados por máquinas eletromecânicas e podem atingir até 88,5 km/h. Eles são feitos de materiais que não agridem o meio ambiente, têm 11cm de diâmetro por de 2,5cm a 2,6cm de altura e pesam entre 100 e 110g.

Um tiro é considerado certo quando qualquer parte do prato quebra após ele ser atingido.

TIRO AO PRATO

POSIÇÕES DE TIRO

Nas provas de fossa Olímpica e fossa double, os atletas atiram das cinco posições centrais do estande e alvejam pratos lançados a partir da trincheira.

Fossa Olímpica: 75 pratos para as mulheres e 125 para os homens na fase de qualificação e 15 para os dois gêneros na fase final

Fossa Double: 150 pratos na fase de qualificação e 15 pratos duplos na fase final

Na prova de skeet, os competidores devem atirar das oito posições numeradas no estande, alvejando pratos que são lançados da casa alta e da casa baixa. Na fase de qualificação, são lançados 75 pratos para as mulheres e 125 para os homens. Na fase final, são lançados 16 pratos duplos.

EQUIPAMENTOS

Os atletas são autorizados a usar protetores de ouvido para minimizar o barulho do tiro e óculos com lentes para proteger os olhos.

TIPOS DE ARMAS

ABC DO ESPORTE

Captura de Tela 2016-07-29 às 10.49.41

MAIORES MEDALHISTAS

 

Confira os horários e eventos das modalidades do Tiro Esportivo que vai ocorrer no Centro Olímpico de Tiro – Parque Olímpico de Deodoro entre os dias 06 e 14 de agosto.

HORÁRIOS E EVENTOS

VOCÊ SABIA?

• Em Barcelona 1992, a chinesa Zhang Shan se tornou a primeira mulher a vencer uma competição mista de tiro. Desde Atlanta 1996, homens e mulheres competem separadamente.

• Em Antuérpia 1920, o sueco Oscar Swahn se tornou o mais velho medalhista Olímpico da história – ele tinha 72 anos quando conquistou a prata.

• Em 1938, durante um treinamento do exército, uma granada explodiu na mão direita do soldado húngaro Károly Takács. Dez anos mais tarde, em Londres 1948, ele conquistou o ouro na pistola de tiro rápido 25m. Em Helsinque 1952, o mesmo Takács voltou ao pódio: bicampeão Olímpico, ele só atirava com a mão esquerda.

Está interessado em praticar um esporte olímpico? Confira a nossa seleção de produtos para iniciar no Tiro Esportivo: www.mercadoaventura.com.br

Fonte: Rio2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *